quinta-feira, 3 de maio de 2018

Estimulando o paciente a ficar em pé sozinho

Quando alternamos os estímulos entre o parapodium, o andador, e o ficar em pé durante as terapias ou outras atividades, estamos proporcionando diversos estímulos dentro de uma mesma posição, exigindo mais ou menos de determinados grupos musculares e da organização sensorial.

Esta posição em que o Ben se encontra é muito utilizada por nós durante as terapias, pode representar os primeiros momentos em pé sem o auxílio de muitos recursos e também permite que a criança tenha liberdade avançar um pouco e experimentar a posição sem o apoio das costas!


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...