segunda-feira, 9 de outubro de 2017

Bomba de Baclofeno e Baclofeno no Tratamento da Espasticidade: saiba a diferença e como agem no organismo

O tratamento para espasticidade é sempre um desafio. Na parte terapêutica, a fisioterapia diária, a terapia ocupacional e a hidroterapia são muito importantes. Quando a espasticidade afeta apenas alguns grupos musculares, a aplicação de toxina botulínica pode ajudar muito, mas quando o quadro de espasticidade é global, o relaxante muscular (baclofeno) também pode ser indicado.

Mas sempre é importante ficar atento aos efeitos colaterais do baclofeno, que podem incluir:


  • Sonolência;
  • Tontura;
  • Fraqueza;
  • Náusea;
  • Dor de cabeça;
  • Piora da deglutição quando a criança tem disfagia.


Quando há um quadro de espasticidade grave e crises de espasmos com dor, a bomba intratecal de baclofeno pode ser indicada.

A bomba de baclofeno, como o próprio nome diz, é um reservatório implantando no corpo através de uma cirurgia que injeta o baclofeno de forma contínua ou intermitente diretamente no líquido cefalorraquidiano (líquor).

Qual a diferença entre a bomba de baclofeno e a ingestão via oral?

A bomba de baclofeno é muito mais efetiva no controle dos sintomas da espasticidade, pois a medicação é administrada continuamente, dia e enoite, proporcionando melhor controle da espasticidade.  Além disso, na maioria dos casos, causa menos efeitos colaterais do que o baclofeno via oral, principalmente quando o quadro de espasticidade é grave e são necessárias doses muito altas.

A bomba também permite uma dosagem precisa do baclofeno e a administração de diferentes doses em diferentes momentos do dia.

Quais são os riscos e os efeitos colaterais?

A implantação da bomba de baclofeno é feita através de uma cirurgia com anestesia, portanto, os riscos da cirurgia devem ser levados em consideração. Além disso, é muito raro mas podem ocorrer infecção ao redor do dispositivo e risco de mau funcionamento, porém, os problemas são reversíveis desde que diagnosticados rapidamente.
A bomba precisa ser recarregada em intervalos regulares e o médico responsável precisa reavaliar o paciente periodicamente para se certificar de que o funcionamento está correto.

Antes da colocação da bomba de baclofeno, o paciente passa por um protocolo para que a equipe médica se certifique de que o procedimento realmente será benéfico.

O implante da bomba de baclofeno pode ser feito a partir de 3 anos de idade.



segunda-feira, 2 de outubro de 2017

Mãe também precisa se cuidar!

O estresse pode ter um forte impacto na saúde física e emocional de pais de crianças com deficiência.

A rotina de médicos, terapias e exames, a constante preocupação com a saúde do filho, a privação de sono e os desafios diários podem levar ao estresse e comprometer vários aspectos da vida familiar.

Você precisa cuidar de você. Lembra do alerta de segurança de viagens aéreas de colocar a máscara de oxigênio primeiro em você e só depois em seu filho? É mais ou menos isso. Você precisa estar bem para cuidar dele da melhor maneira possível, mas sabemos que nem sempre é fácil.

Separamos algumas dicas que ajudam na organização das atividades e da rotina. Claro que cada família tem uma rotina e nem tudo é aplicável para todos, mas pode ser que alguma dica ajude!

  • Planeje com antecedência: o sentimento de organização e de que tudo está sob controle causa menos preocupação e sofrimento. Planeje os médicos, os exames e os tratamentos anualmente ou semestralmente. Diariamente tente deixar tudo organizado para o dia seguinte. 
  • Acorde um pouco mais cedo para ter tempo de tomar café da manhã, quem sabe tomar um banho relaxante e fazer as coisas sem pressa. Um pouco de paz e silêncio pela manhã podem ajudar muito.
  • Desacelere: faça alguma atividade que lhe dê prazer, desligue o celular, a TV e o computador. Aproveite os momentos com seu filho sem cobranças. Tenha mais tempo para conversar com a família. Quando você perde o foco, a ansiedade pode aparecer. 
  • Foque no positivo: pense em todas as coisas positivas que aconteceram em cada dia. Este hábito diminui o estresse e a ansiedade. Tente fazer isso todos os dias antes de dormir. Envolva sua família, elogie. Ouvir e dizer coisas positivas fazem um bem danado. 
  • Peça ajuda: muitas vezes não é possível fazer tudo em um dia e as pendências vão acumulando. Isso também gera estresse e ansiedade. Peça ajuda, aceite ajuda. Ter alguém ao lado em momentos turbulentos pode servir como grande conforto emocional.
  • Tenha um tempo para você: faça alguma atividade que você gosta. Tenha um momento para se cuidar, para descansar, para dormir ou mesmo para não fazer nada. 


Esperamos que as dicas acima possam ser de grande ajuda! Comece aos poucos, você não precisa implementar tudo de imediato! Veja o que funciona melhor para você e sua família.


Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...